Tártaro: Riscos e prevenção



O tártaro em cachorros pode ser um grande problema e os tutores devem chegar a boca do cão com frequência para evitar este incômodo. Às vezes os dentes da frente parecem saudáveis mas os dentes de trás estão cheios de tártaro. Por isso a importância da verificação constante.


Para quem não sabe, o tártaro é uma placa de bactéria que com o tempo vai se acumulando nos dentes e gengivas por conta de restos de comidas ali presentes. Mesmo que o cachorro só se alimente de ração seca, biscoitos crocantes para cachorro e petiscos que “limpam” os dentes, muitas vezes isso não é suficiente.


Esse acúmulo de placa bacteriana vai consumindo a gengiva do animal e em casos mais severos, esta bactéria pode entrar na corrente sanguínea e ir parar no coração, rins e fígados, causando até mesmo a morte do pet. Por isso é preciso estar sempre atento a saúde bucal do seu amiguinho.


Alguns cães possuem o pH bucal que facilita o acúmulo do tártaro, normalmente as raças pequenas são as mais propensas a ter tártaro, o que não é uma regra, pois cachorros grandes também podem apresentar o problema e a única maneira de evitá-lo é com a escovação dos dentes com pastas especiais para cães. Saiba que se seu cachorro tiver muita tendência a tártaro, mesmo caprichando na escovação, o tártaro pode aparecer, porém se escovar todos os dias você vai adiar esse aparecimento.


Um dos primeiros sintomas do tártaro é o mau-hálito. Às vezes você não vê tanta diferença na coloração dos dentes mas começa a sentir que o cão está com “bafo”, isso normalmente indica que o tártaro está se acumulando. Os dentes afetados pelo tártaro ficam amarelos e vão passando pro marrom. Além disso, o tártaro começa a empurrar a gengiva, deixando-a vermelha, inflamada e em casos mais graves, correm o tecido gengival. E nos casos mais graves, o cão tem dificuldades para comer devido a dor e incômodo ao mastigar.


Caso você perceba que seu cão já está com tártaro, leve-o ao veterinário para que o profissional diga se o seu cão precisa da cirurgia de limpeza de tártaro ou apenas se a escovação já será suficiente para reverter este quadro. Mesmo depois da cirurgia, se necessária, seu cão não estará livre do tártaro, por isso a escovação dos dentes do seu cão é importantíssima durante toda a vida dele.


Lembre-se que ele não é capaz de realizar a escovação sozinho, então você, como um tutor responsável e amoroso, não deixará esse cuidado de lado, né?!


Quem ama cuida <3

27 visualizações

Uma produção Nova Ideia