Obesidade Canina | Questão de Saúde



Assim como os seres humanos, os cachorros também vem sofrendo com a obesidade. A obesidade é sinônimo de diminuição da qualidade e tempo de vida do seu pet. Aproximadamente um terço dos cães de estimação sofrem deste problema, que afeta mais as fêmeas que os machos e, segundo estudos, certas raças mais do que as outras. Os cachorros castrados também tendem a engordar mais que outros, por isso é muito importante que esses animais tenham a alimentação ainda mais vigiada.

Para saber se o seu cão está obeso, é preciso levar em conta a raça e a morfologia do mesmo. A obesidade traduz-se fisicamente por uma certa deformação, devida aos depósitos de gorduras generalizadas ou localizadas em certas partes do corpo. Se você está achando que seu cãozinho está acima do peso, procure um veterinário para ter um diagnóstico, este profissional consegue identificar a obesidade através da apalpação do tecido adiposo que cobre o tórax e também através de uma fórmula matemática que leva em conta a relação entre o peso e seu perímetro torácico.


As causas mais comuns de cachorro obeso são a alimentação inadequada e pouco exercício físico – ou as duas coisas! As vezes a obesidade pode derivar de doenças hormonais ou psicológicas, por isso a importância do acompanhamento veterinário. São várias as consequências negativas para a saúde do cão obeso, entre elas: Risco aumentado em cirurgias; Maior pressão sobre o coração, pulmões, rim e articulações; Agravamento de doenças articulares, como a artrite; Desenvolvimento de problemas respiratórios em tempo quente e durante exercício; Desenvolvimento de diabetes; Aumento da pressão sanguínea que pode originar problemas cardíacos; Aumento da probabilidade de desenvolver tumores; Perda de eficácia do sistema imunológico; Problemas gastrointestinais; Entre outros. Em meio a todos estes problemas, uma notícia boa, é possível tratar e reverter a obesidade canina, mas é preciso muito cuidado e dedicação.

O primeiro passo é consultar o veterinário. Com certeza este profissional irá traçar um plano de alimentação e exercícios e uma nova rotina para seu cão. Compre a ração indicada, tente fazer ele beber mais água durante o dia, dispense as guloseima e os petiscos fora de hora, estimule os exercícios e atividades diárias e a dica mais importante: assim que ele entrar em forma, mantenha o regime de conservação para evitar a regressão. Assim você estará desenvolvendo um estilo de vida muito mais divertido, gostoso e saudável tanto para ele, quanto para você. Conheça algumas raças que merecem mais atenção referente a obesidade: Basset Hound, Beagle, Cocker Spaniel Inglês e Americano, Dachshund, Dálmata, Dogue Alemão, Golden Retriever, Labrador Retriever, Pug, São Bernardo, Schnauzer Miniatura, Shih Tzu, Buldogue inglês e francês e Rottweiler. Lembre-se, você é o responsável pela vida, proteção e alimentação do seu cão. Seguir algumas regras faz bem para a saúde, relacionamento e amor entre vocês. Quem ama cuida <3

40 visualizações

Uma produção Nova Ideia