Cachorro e gato: adaptação e convivência



A convivência entre cachorros e gatos não precisa ser tensa, basta começar com muita atenção e paciência por parte do tutor.


Para iniciar a interação, é importante respeitar o espaço e a personalidade de cada bichano. Forçar a amizade entre eles não é legal e nem saudável, o vínculo deve acontecer aos poucos. Se você passa muito tempo fora de casa, a amizade entre o cachorro e o gato é ainda mais importante, pois os dois poderão construir grandes momentos juntos.


Para iniciar a interação, acompanhe e monitore enquanto eles estiverem no mesmo ambiente, comece com períodos curtos e vá aumentando aos poucos. Como o gato costuma ser mais territorialista e independente, é importante que ele tenha um cantinho só dele, para que tenha um lugar tranquilo onde não se sinta acuado. Geralmente no começo deste convívio, o gato fica mais desconfiado, enquanto o cão demonstra mais curiosidade.


A agressividade é um sinal para redobrar a atenção no processo de adaptação entre o gato e o cachorro. No começo, pode ser interessante manter o cachorro na coleira ou criar alguma barreira entre eles, como um portãozinho. O uso de estímulos positivos, como recompensas a eles após um bom momento de interação também ajuda na familiarização. Se sentir que um dos dois está estressado mesmo após ganhar uma recompensa que gosta muito, afaste os dois e tente em outro momento, sempre com calma e passando segurança. O mais importante é não causar nenhum trauma nesta primeira fase de aproximação, caso não esteja alcançando a interação esperada, entre em contato conosco que podemos te auxiliar.


Outro ponto importante n período de adaptação é deixar brinquedos, caminhas, banheiro e vasilhas separados para evitar ciúmes e disputas territoriais. Aos poucos deixe um cheirar as coisas dos outros para que criem familiaridade.


Indicamos também que todos da casa tenham uma relação harmoniosa para que os animais entendam isso também. Lembre-se que eles são capazes de sentir as nossas emoções. O ideal é orientar a todos da família para que respeitem os comportamentos que tanto o gato quanto o cachorro vão expressar quando estiverem juntos.


E agora é só ter paciência e dar muito amor aos seus amiguinhos.

21 visualizações0 comentário

Uma produção Nova Ideia